Misoginia em período eleitoral

PAOLA CASAGRANDE

Os resultados das eleições de 2014 mostraram um retrocesso no que se refere à representatividade feminina na política.

O cenário da corrida presidencial, em que três dos cinco principais candidatos são mulheres, não se reflete nos demais cargos concorridos este ano. Em especial, o Rio Grande do Sul é um dos Estados que menos elegeu mulheres. Na Assembleia Legislativa, na capital gaúcha, há apenas sete mulheres entre os 55 deputados eleitos, e os 10 candidatos menos votados para o cargo de deputado estadual são do sexo feminino.

Continue lendo

Fim de semana de esperança e votos inexplicáveis

MARINA DO AMARAL DE FREITAS

O domingo de eleições amanheceu ensolarado, conferindo um clima agradável para o cidadão exercer a cidadania. No deslocamento à seção eleitoral, perto das 10h, a candidata Ana Amélia Lemos (PP) afirmou não contar com a possibilidade de não haver segundo turno entre ela e Tarso Genro (PT) para o governo do Rio Grande do Sul. Em âmbito nacional, o candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) se diz satisfeito com a campanha feita até o momento.

Cerca de 143 milhões de eleitores foram às urnas depositar seu voto . Ao chegar no colégio Presidente Roosevelt, em Porto Alegre, o olhar das pessoas demonstra esperança. O cenário era tranquilo. Na fila, de aproximadamente sete pessoas antes da urna, penso como é louvável o direito de votar. A democracia que vivemos garante o direito de escolha, de liberdade de expressão, severamente batalhado pelos cidadãos brasileiros em tempos não tão distantes. Talvez uma das eleições mais importantes a constar na história do país.

Continue lendo

De terceiro a primeiro, Sartori vai para o segundo turno

DÉBORA PIRES

Neste domingo, dia 5 de Outubro de 2014, ocorreram eleições em todo o Brasil. Eleitores Porto Alegrenses que votam no Lindóia Tênis Clube, situado na zona norte da Capital, compareceram às urnas pela manhã, gerando filas de cerca de 40 minutos para decidir seus candidatos.

Ao conversar com os mesários das seções eleitorais, muitos contam que, além da presidência, a expectativa para a escolha dos governadores estava muito grande.

Continue lendo

Boca furada

ANDERSON MELLO

Ana Amélia e Tarso Genro vão para o segundo turno ou Dilma enfrenta Marina, no dia 26. Essas seriam duas possíveis machetes de jornais, blogs e portais pós a votação do último domingo, 5.

No entanto, a “lógica” das pesquisas foi contrariada. As eleições deste ano serviram para questionarmos o quanto os levantamentos podem ser confiáveis. Afinal, são gastas fortunas com elas, que deveriam mostrar um cenário mais claro das eleições. O exemplo maior deste fato foi a pesquisa de boca de urna do Ibope. Vamos aos números:

Continue lendo

Eleições 2014, resultados e apurações

RENATA SCHEIDT

No domingo, 5 de outubro de 2014, das 8h às 17h, ocorreram eleições em todo o Brasil. Eleitores compareceram às urnas para votar em candidatos de sua preferência para os cargos de deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente da República.

A movimentação na Escola Estadual de Ensino Fundamental Rafael Pinto Bandeira, na zona sul de Porto Alegre, estava normal pelas 11h. Eleitores não enfrentaram grandes filas, e o clima estava mais agitado nos arredores da escola.

Por volta das 19h38min, houve a divulgação de que o candidato Lasier Martins, do PDT, fora eleito senador com 30,50% dos votos. Em segundo lugar, ficou Olívio Dutra, do PT, com 35,29%.

Continue lendo

A caminho da urna

ANDERSON FURTADO

 Com as apurações 100% das urnas do primeiro turno no Rio Grande do Sul, haverá segundo turno para presidente e govenador do Estado.

As manifestações de junho parecem ter surtido efeito no Rio Grande do Sul. O cenário eleitoral teve algumas mudanças, candidatos novos derrubando nomes já consagrados. Seria isso algum resquício da mudança pedida pela população naquela noite do dia 20 de junho?

Para o Senado, Lasier Martins (PDT) derrotou candidatos com experiência na política, como Olívio Dutra (PT) e Pedro Simon (PMDB).

Na disputa pelo Piratini, José Ivo Sartori (PMDB) venceu o primeiro turno e vai ao segundo com Tarso Genro (PT). Os deputados federais mais votados, Luis Carlos Heize e o goleiro Danrlei, têm experiência no parlamento nacional. Os deputados estaduais campeões de votos, Manuela D’Ávila e Lucas Redecker, também já carregam experiência na política. Para a Presidência, disputarão o segundo turno Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

Continue lendo

Domingo de votação: eleitores ficam em dúvida na hora de votar

PRISCILA VALÉRIO

O domingo de eleições no colégio São Luiz, bairro Teresópolis, em Porto Alegre, foi calmo e com pouco fluxo de pessoas.

Um dos eleiores, Leandro Carneiro afirmou que estava em dúvida entre os candidatos Luciana Genro (Psol) e Aécio Neves (PSDB), mas que ,após o último debate, conseguiu definir o nome de seu escolhido. O jovem Alexsandro Scheck, ao contrário, conta que, desde o princípio, atraiu-se pelo discurso e projetos apresentados por Levy Fidélix. Para Alex, era Levy ou Marina Silva quem deveria ganhar. “Tenho consciência de que Levy tem poucas chances”, disse Alex. Sem declarar seu voto, Scheck contou ter analisado cada candidato e que, agora, esperava para saber se havia segundo turno. “Este ano está difícil”, disse.

Continue lendo

Jovens vão às urnas para expor a vontade das ruas

JENIFHER MELLO

O dia de eleição faz parte da vida de muitos brasileiros que já estão habituados a exercerem o seu papel como cidadão. ao mesmo tempo, existe um grande número de jovens que foram às urnas pela primeira vez.

Grande parte destes jovens que em outubro votou para presidente da República, governador, deputado estadual e federal também participou dos protestos de junho de 2013 que mobilizou o Brasil nas ruas e nas redes sociais. Perante estes fatos, qual a posição da juventude neste momento tão importante para o país?

Continue lendo

Boca de Urna foi intensa nas eleições em Porto Alegre

JORDANA PASTRO

A movimentação dos eleitores era intensa nos pontos de votação da Zona Sul da Capital, como o Colégio Alberto Torres e o Centro Paroquial São José da Vila Nova, às 9h3min da manhã do domingo (05) de eleições. Desde a esquina da Rua Miguel Ascolese, e durante todo o trajeto da Avenida João Salomoni, havia muitos santinhos espalhados pela calçada.

Apesar de ser proibido por Lei Federal, homens e mulheres faziam militância em favor de seus candidatos. Alguns se aproximavam das pessoas com um sorriso no rosto e a seguinte pergunta: “Já tem candidato?”.

Continue lendo

Boca de Urna: dinheiro fácil no fim de semana

GICELE KREIBICH

O primeiro turno das eleições gerais de 2014 no Brasil ocorreu no domingo, 5 de outubro.  No total foram 8.385.229 eleitores no Rio Grande do Sul, que puderam votar entre 8h e 17h em suas zonas eleitorais.

Já não é uma surpresa encontrar os tapetões no entorno das escolas onde o eleitor exerce o poder do voto. Quantidades absurdas de santinhos são espalhadas pelo chão, na expectativa de uma última tentativa de conseguir eleitores. Mas o tapetão, não é a ação final dos candidatos.

Continue lendo